ESTUDO MOSTRA QUE 59% DA POPULAÇÃO ADULTA NA MADEIRA TEM EXCESSO DE PESO

ESTUDO MOSTRA QUE 59% DA POPULAÇÃO ADULTA NA MADEIRA TEM EXCESSO DE PESO

Home / News / ESTUDO MOSTRA QUE 59% DA POPULAÇÃO ADULTA NA MADEIRA TEM EXCESSO DE PESO
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Dos quase mil inquiridos pela Secretaria Regional da Saúde, entre os anos de 2013 e 2015, chegou-se à conclusão de que consumimos metade dos produtos hortícolas sugeridos diariamente pela Organização Mundial de Saúde. Ou seja, quando devíamo consumir 400 gramas, estamos a consumir 231 gramas por dia. Além disso, 84% dos inquiridos referiu não ler os rótulos dos produtos que consome.
Estes e outros dados acabam de ser divulgados numa cerimónia que decorreu no salão nobre do Governo Regional e que contou com a presença do secretário regional da Saúde, Pedro Ramos. Esta apresentação feita no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Alimentação, resulta de um estudo dos hábitos alimentares da população adulta da Madeira, o qual revelou também que consumimos mais vezes carne processada e carne vermelha mas, em contrapartida, quando consumimos peixe, ingerimos em maior quantidade. O Estudo dá conta ainda de que apesar de a água ser a bebida preferida dos habitantes na Madeira, os refrigerantes surgem logo a seguir e a uma distância curta. Quanto aos alimentos que não fazem parte da roda dos Alimentos, consumimos 22%. Ou seja, refrigerantes, álcool, bolachas, bolos e doces são muito procurados. O Estudo dá conta que 59 por ento da população adulta da Madeira tem excesso de peso.
O secretário regional da Saúde considerou que este estudo vai permitir que se defina uma melhor estratégia de futuro e que todas as estratégias regionais que têm vindo a ser implementadas visam isso mesmo: melhorar a qualidade de vida dos habitantes na Madeira. “Temos que investir mais na prevenção”, admitiu Pedro Ramos.
Refira-se que o estudo em causa foi coordenado pela Unidade de Nutrição e Dietética do SESARAM com a colaboração do Núcleo de Gestão de Doentes e Estatística e do Núcleo de Investigação dra. Maria Isabel Mendonça do SESARAM. Teve também o contributo da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto e do Instituto de Administração da Saúde da Madeira.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.